O Hub Criativo do Beato, em Lisboa, recebeu pela primeira vez o Lisbon Investment Summit nos dias 6 e 7 de junho, num recinto alternativo e favorável ao networking informal e ao encontro de mais de 200 investidores, 750 start-ups e 400 quadros corporativos.

A edição deste ano contou pela primeira vez com o beamian – digital you para levar a transformação digital aos diferentes processos do evento. O sistema beamian, parceiro tecnológico do evento, agilizou as fases de acreditação na entrada do recinto, o check-in e os consumos dos participantes através de uma única plataforma.

O #LIS é organizado pela Beta-i em parceria com a Câmara Municipal de Lisboa, e este ano, na sua quinta edição, foram discutidos alguns dos desafios atuais do ecossistema de start-ups, e o investimento neste mercado. 

Neste universo, o Lisbon Investment Summit pretende ser o palco europeu para o ecossistema das start-ups, das ideias, networking, e que proporcione investimento.

Acreditação

A acreditação aconteceu na entrada do recinto, onde todos os participantes confirmaram a sua inscrição no evento através do QR Code recebido no pré-registo online. A informação do QR code foi associada a uma tag, e os participantes receberam um smartbadge beamian, ou seja, um identificador electrónico único associado à sua informação pessoal. Isto significa que o primeiro momento do evento identificou eletronicamente cada um dos visitantes.

Qualquer participante não registado no evento também o pôde fazer na entrada, apenas com o seu nome, email e empresa, sendo assim automaticamente criado um novo visitante e identificado na mesma forma, através de uma credencial com tecnologia (smartbadge).

Do ponto de vista do organizador, a identificação digital de todos os participantes permite uma melhor gestão e visibilidade sobre o número de pessoas presentes no evento, permitindo registar e acompanhar o número de entradas e saídas e os consumos efetuados dentro do recinto, o que por sua vez oferece ao organizador uma visão completa e mais abrangente dos diferentes processos ao longo do evento.

Check-in e check-out

Na zona de check-in os visitantes registaram a sua entrada no evento. Um check-in rápido e fácil evita filas longas e entrega ao visitante uma experiência mais agradável sem esperas. Para isso, foi suficiente ler o smartbadge de cada visitante através de um tablet, confirmando a sua entrada, e voilà! Um registo de entrada bem-sucedido e todo um evento para descobrir!

Portanto, a partir deste momento, todos os participantes, visitantes, oradores, staff e qualquer outra pessoa estão dentro do evento e devidamente identificados.

Aquando da saída é efetuado exatamente o mesmo processo, mas desta vez para registar a saída do participante do recinto, permitindo ao organizador saber o número exato de presenças.

Consumos

Os consumos dos participantes foram feitos através da conversão de dinheiro em produtos, na zona de pagamento. Como é que isto acontece? Os participantes pagam um determinado número de produtos (ex.: bebidas) que são, mais uma vez, associados ao seu smartbadge. Posteriormente podem usá-lo para consumir nos bares, bastando apenas a leitura do smartbadge num tablet e a verificação dos itens que foram pagos.

Tudo mais simples e ágil para uma melhor experiência. Este é o objetivo de unir a transformação digital aos processos tradicionais, obtendo uma gestão mais conhecedora em tempo real de todos os processos ao longo do evento.

Neste sentido, a missão do beamian é precisamente ajudar a aumentar a eficácia da gestão de eventos do início ao fim, integrando todos os dados numa só plataforma e entregando ferramentas acessíveis para todos os organizadores de eventos.

Lisbon Investment Summit 2018

Se quiser saber mais sobre o beamian ou se tiver dúvidas, fale connosco!